TERESA COUTINHO

Licenciada em Interpretação pela Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo, completou o último ano da sua formação na Escola Superior de Teatro e Cinema de Lisboa. Participou em workshops nas áreas da interpretação, movimento e dramaturgia, destacando as experiências com Jos Houben na École Jacques Le Coq, em Paris, com Beatriz  Batarda na ACT - Escola de Actores e com Stephan Koplovitz da CALarts – California Institute of the Arts. Criadora convidada do projecto -Mente, em Novembro de 2012, apresenta o micro-espectáculo ‘Amanhã à mesma hora?’, com texto, interpretação e encenação de sua autoria. É assistente de encenação de Beatriz Batarda no espectáculo ‘Como Queiram’ de William Shakespeare, em 2013 e 2014. Co-cria Indicação Para Se Perder, a partir da obra de Marguerite Duras, com Constança Carvalho Homem, que apresentam no espaço da Mala Voadora. Integra o elenco de Menos Emergências, de Martin Crimp, com encenação de Ricardo Neves-Neves, em cena no Teatro Meridional. Participa no espectáculo R & J, de Joana Linda, a partir de Romeu e Julieta de William Shakespeare, no âmbito do festival Temps d’Images 2014. Em teatro, realça ainda o trabalho com Maria Duarte, João Brites, Nuno M. Cardoso, António Durães e Geoff Beale. Em cinema, participa como actriz na longa-metragem ‘A Santa Joana dos Matadouros’ de João Sousa Cardoso, a partir de Bertolt Brecht. É, desde 2010, diseuse de poesia nas Quintas de Leitura do Teatro do Campo Alegre e outros festivais e tertúlias.

Com OS POSSESSOS